Natal é tempo de lembrar...

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Natal...


Momento único onde o mundo inteiro se reúne em coro para desejar coisas boas e trocar presentes.

Infelizmente parece que a parte de trocar presentes fez com que ele se tornasse apenas mais uma orgia do capitalismo, mas eu desejo do fundo do meu coração que você se lembre que não é bem assim.

Natal não é dia de marcar a chegada de uma entrega do Submarino ou das Casas Bahia. Natal não é apenas a chegada do Papai Noel.

Natal é o nascimento de alguém que está acima de tudo isso.

De alguém cuja obra ajudou a moldar e nortear toda a nossa civilização. 

Alguém que apesar de ter sofrido uma certa resistência, hoje é reconhecidamente reverenciado nos mais distantes confins do mundo.

Alguém que poucos conhecem a imensidão de sua obra, mas que todos concordam quanto sua genialidade.

Alguém que mesmo que não se saiba muito bem todos os detalhes sobre sua vida, tem seu nome como um dos mais conhecidos e citados em todo mundo.

Lembre-se um pouco dessa pessoa nesse dia especial.

Lembre-se que é graças a ele que temos real noção que para que deixemos nosso estado cansado e uniforme em favor de uma aceleração e mudanças, deve haver uma força motriz proporcional!

Graças a ele sabemos que tudo que fazemos traz-nos consequências, mas que mesmo as reações adjacentes a cada ação não fazem com que o universo seja estático, pois nunca agem sobre os mesmos entes.

Que você se lembre que se seus amigos mais próximos às vezes se dispersam pelos prismas da vida é apenas porque possuem diferenças e isso é muito bom, pois vocês não são monótonos e monocromáticos...

Lembre-se nesse dia de fazer uma prece no nome daquele sem o qual não estaríamos aqui neste momento.

Lembre-se de quem tirou o ser humano das trevas da ignorância.

Lembrem-se meus caros...

de Sir Isaac Newton.


Feliz Natal a todos!!!

Muitas felicidades e muita física na vida de vocês!



Postado ao som de musiquinhas natalinas que não sei o nome.

1 comentários:

Daniela disse...

Como sempre, seu texto está ótimo. Estou com muita saudade de seus posts. Aguardo em breve talvez mais.