O escritório dO Metafísico

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Hoje estava meio sem ter o que escrever... aí dei uma olhada em volta...

O que vi?


Desordem.

A boa e velha desordem...

Com isso fui obrogado a refletir o quanto o caos é importante em nossas vidas, e não digo só o fato de eu não arrumar o meu quarto não, digo o quanto nosso mundo pode mudar por acontecimentos espontâneos de uma hora pra outra.

Um olhar diferente, uma chuva que vem na hora errada, um ônibus que nós pordemos, um despertador que de repente não faz o serviço direito.

Buscamos de certa forma tanto encontrar a ordem emergente das coisas (a ciência que o diga), que esquecemos de notar o quanto o caos pode significar muito, mas muito mais do que pensamos...

O caos, a mudança, a imprevisibilidade ou simplesmente a desordem, eles sempre vão estar aí quando mais precisarmos ou quando menos esperarmos, apenas o caos puro e simples pode nos deixar contemplar de verdade nossa essência, não somos seres ordeiros por natureza.

Se fôssemos ordeiros por natureza uma das nossas mais eternas aspirações não seria a liberdade, uma das nossas maiores benfeitoras não seria a paixão...

Pense,
Sinta,
Evolua,
Mude,
Liberte-se,
Ame!



Postado ao som de "Would" - Alice in Chains

Mudar o mundo

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Depois daquela cena da mãe ensinando a criança a jogar lixo no chão, me vêm várias coisas à cabeça... Várias frases que estão quicando dentro d minha caixinha de pensar já faz um tempão... coisas como:

"Você quer o quê, rapaz? Mudar o mundo?" [seguido de risos]

"O Brasil não tem jeito mesmo..." [seguido de um olhar conformado]

"Quem faz as coisas certo nunca se dá bem!" [seguido de um olhar de quem sabe das coisas]

Gente, vamos parar para pensar, quando foi que perdemos nossa esperança?

Quando foi que tiraram de nós nossa capacidade de sonhar?

Se ela foi retirada, quem foi que retirou?

Será que foi "o sistema", "a sociedade" ou no fim das contas fomos nós mesmos?

Onde está hoje a juventude de 68 que tanto é divinizada em nossa história? Será que ainda continuam sendo os heróis que foram outrora?

Onde estão aqueles que utaram pelas "Diretas Já!"? Será que eles também se cansaram? O que será que aconteceu com estes heróis do nosso povo?

Não estou aqui para oferecer respostas, apenas para fazer pensar. Não quero também fazer generalizações absolutas, como se todas as pessoas pudessem se enquadrar em caixas bem rotuladas de acordo com sua conduta, apenas pensem um pouco sobre isso.

E se você estava lá em 68 ou na campanha pelas Diretas, o que você anda fazendo para mudar o mundo hoje? Poruqe se você estava lá, você pelo menos uma vez acreditou que era possível.


Um grande abraço a todos!


Postado ao som de "Crazy Train" - Black Sabbat - Versão do Skid Row.

A propósito: Ouçam Skid Row, descobri há pouco tem e é muito bom! rsrsrsr Recebe o "Selo Metafísico" de qualidade! rsrsrsrsr

Um pouquinho de civilidade, por favor...

domingo, 21 de junho de 2009

Nossa, me desculpem toda essa inatividade!

Mais de um mês sem posts...

Mas aguardem, piossivelmente em breve O Metafísico terá novidades, que envolvem principalmente uma atividade muito maior...

Mas, menos lenga lenga e vamos ao que interessa...

Hoje à tarde vi uma cena que me chocou profundamente.

Um garotinho estava andando com a mãe na rua e comendo biscoitos. Tudo ia muito bem até que o pacote acabou... O garotinho então amassou o pacote e deu para a mãe. O que a mãe fez? Jogou no chão!!!

Meu Deus, isso é inadimissível, será que isso é coisa que se faça para incentivar uma criança? Onde está nossa civilidade? Onde está nosso bom senso? O que fizeram com aquela tal de educação?

Isso está muito relacionado com o meu post anterior, sobre a falta de fé no ser humano, agora denota outra falta de fé também muito grave: A falta de fé na sociedade.

Sabemos bem: todo mundo joga lixo no chão, então porque não jogar também? Todo mundo fura fila quando pode, porque não furar também? Todo mundo discrimina homossexuais, porque não discriminar também? Tem um monte de gente matando por aí, porquê não matar também?

Pessoal, todas essas atitudes são individuais... todas envolvem pessoas agindo isoladamente e não uma coletividade!

Já está na hora de repensar nosso estilo de vida e o que estamos fazendo com ele...

E por favor: Não vamos jogar lixo no chão, né!!


Postado ao som de "Monkey Business" - Skid Row