Sobre o amor e a vontade...

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Bom, as coisas foram mais ou menos assim: No sábado à noite eu cheguei em casa meio tarde e um tanto quanto alcoolizado... Não considero que bebi, afinal de contas beber com os pais não é bem beber, mas o fato é que tanta coisa está acontecendo na minha vida ultimamente que acho que o alcool despertou meus sentidos e minha agudeza para escrever.

Foi nessa que eu voltei pro blog, com o post "Era uma vez um blogueiro..."

Hoje, sóbrio, eu volto e leio o que escrevi e vejo que ficou legal! rs

Tão legal que resolvi falar um pouco mais sobre as idas e vindas amorosas que me levam e trazem de volta para a blogosfera com uma sazonalidade impressionante.

Há bastante tempo atrás se você me perguntasse o que é necessário para que duas pessoas fiquem juntas e sejam felizes, eu lhe diria que elas precisariam apenas se amar.

Mas acabei descobrindo que só é assim nos dramas ruins.

Com o tempo mudei de idéia, passei a pensar que para duas pessoas ficarem juntas e serem felizes, mais importante do que o amor, elas deveriam ter vontade de que as coisas aconteçam e lutar por isso.

Mas também descobri que a vida não é bem assim, só seguindo essa regra as comédias românticas mais clichês.

Sinceramente desisti de tentar descobrir o que é necessário para fazer do amor uma realidade.

De repente não é nem preciso fazer nada, apenas olhar para ele e perceber que já é real há muito tempo.

Mas não sei.

Muita gente gostaria de ser ator de cinema, eu preferiria ser personagem.


Postado ao som de "Lonely Stranger" - Eric Clapton

0 comentários: