Ficção Científica e Ciência

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Pode-se muito bem ver a FC como veículo de popularização da ciência, mas é possível que essa conclusão se extenda também ao conhecimento novo, ou seja, o progresso da própria ciência?

É interessante notar, não só como a ficção científica acaba por arrebalhar pessoal que se dedique à ciência, mas também acaba por ser um grande veícul de popularização do conhecimento científico.

O modo de ver o mundo da FC, sempre com a cabeça no futuro, sempre pronto e esperançoso por mudanças e progresso, tudo isso acaba por de certa forma "contaminar" cada vez mais o modo de ver o mundo da sociedade como um todo. Vivemos em uma época onde tudo (ou quase tudo) gira em torno da ciência e/ou da tecnologia, e elas tanto nos encantam quanto nos espantam e tudo isso acaba por ficar muito mais evidente com a nossa cultura de FC, seja ela nos livros, no cinema, nos quadrinhos ou até no videogame.

Ao despertar a curiosidade e ao mesmo tempo a sede por desenvolvimento e descoberta, a FC, além de atrair pessoas para a ciência, faz com que estes estejam sempre mais abertos a idéias inovadoras.

Objetivamente: muitos daqueles que hoje se dedicam à ciência e à tecnologia foram ou ainda são fãs entusiastas da FC. Levando adiante a visão de mundo da FC, estão com o pensamento sempre no futuro e no “impossível”.

Com um pouco de ousadia, podemos afirmar que ao fazer toda uma apologia ao desenvolvimento e às rupturas com os paradigmas já bem consolidados, a FC influenciou e ainda influencia na formação de pesquisadores tenham um grande apreço por mudanças e progresso.

Fica então essa reflexão: Até onde vai a influência mútua entre ficção científica e ciência?

Bom, tenho dois anos pra tentar responder.


Postado ao som de: "Eletric Eye" - Judas Priest

2 comentários:

Daniela disse...

Ahh, isto é verdade. Todas as pessoas que trabalham mais nessa area de técnologia procuram pensar em coisas 'impossíveis', mas, pensando bem, há um tempinho atrás, internet, telefone, eram coisas impossíveis. Acredito que a Ficção da um tipo de "fé", como a religião dá aos seus devotos uma motivação maior que faz seguir em frente.

Maurício dos Reis disse...

Nossa, Daniela, você tocou num ponto que é realmente fantástico: a ficção atua como uma espécie de "fé" na ciência. Esse é um dos carros chefes da minha dissertação, que devo defender ano que vem se tudo der certo. Em breve posto mais sobre o assunto...

Abraço!